Sem horas e sem dores,

sejam bem vindos.

Terços de um inteiro









Um terço é teu...
Peguei meus dois violinos, fui viajar pra longe
vivi de perna bamba, sem chão, só lama do joelho acima...
Acima do céu estavam os olhos a me culpar...

Dois terços são meus...
Peguei minhas novas rezas, fiz um lacinho bonito
fui pro barraco lindo, pintado de tinta acrílica,
e ajoelhei pra rezar...
e aqueles olhos a me olhar...
Acima do céu estavam os olhos a me cuidar...

A parte inteira é de quem?
Quando esse mundo vem, e fica bem pequeno, pra eu poder segurar...
ele não quer levar... ele quer ser levado...
É como me dizer que quem reje minha vida sou eu.

Acima do céu os olhos fecham de vez em quando
e a vida passa mais desastrada, com risco de padecer

e pra descer, daqui, senhor... Me traz aquela escada
Pois aqui não sou nada, do alto nada irei fazer.

1 Comentários:

camilaferrer disse...

Amor, parabéns pelo teu dia, e eu quero que você continue escrevendo, espero que você termine seu livro, que eu vou devorar quando você terminá-lo. E que você continue fazendo mas textos belos de se ler, textos grandiosos!!. Te amo meu poeta!

Postar um comentário

........................................: OnDe mE aChA! :........................................

TWITTER: http://twitter.com/Sir_Otavio
ORKUT: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=13746541447095137404
______________________________________________________________________________