Sem horas e sem dores,

sejam bem vindos.

CAOS











Quero ver até quando vou ter saco
pra ficar pagando o pato
pelas coisas que nem faço!
Nesse amor enigmático,
nessa foda tão caótica,
que até a velha rótula
em meu joelho se aposenta!

***

Quero ver se tu me aguenta!
Com essa cara de setenta
e esse corpinho de vinte
mil anos atrás, eu fui
e bati lá na porta do requinte
que era a que estava aberta
quando me deixastes só, apenas com as pernas.

Doeu demais, doeu, ambos os lados...
e nesses dias nos sentimos fracos,
frágeis, pálidos,
brancos-neve a mergulhar,
o lago
já está cheio. Muita gente a nadar.
Pouca a respirar.

Pouca, poupa! Teu fôlego pode acabar!
Tola, a roupa já está toda molhada!
Resta sentada,
descansa a briga pra amanhã não mais brigar.

Mil, novecentos e ontem.

A verdade é que, por frustração, alguém muito sacana criou o chão.
...

Cair no vazio dói menos — Como eu gosto da inércia.
Todos, sempre perdidos em seus achados lugares... Dá até vontade de rir...
É, meus amigos,
antes era possível cair sem se machucar.

Ainda não me acostumei a decepções.
Minha memória podia ser mais altruista, não?...

Talvez a anestesia tenha me consumido! Ora,
talvez eu já tenha sentido algo parecido.

O futuro agora não se vê, e o presente é um passado remendado...
Pra falar a verdade,
às vezes minto tentando ser metade do inteiro que eu sinto.

........................................: OnDe mE aChA! :........................................

TWITTER: http://twitter.com/Sir_Otavio
ORKUT: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=13746541447095137404
______________________________________________________________________________