Sem horas e sem dores,

sejam bem vindos.

Pré-epitáfio







"Os outros acham que eu tento manter os olhos abertos;
Não! Eu tento fechá-los! Só que não consigo..."

Rodeado pelos pontuais curiosos,
me pergunto onde estou em vida, afinal,
todos ali acham que está acabando...
mas pelo visto está apenas começando.

As respostas de minha pessoa estão bem distintas.
Minha boca geme uma dor que eu não sinto!
Meu sangue escorre fora e eu não vejo!
E eu não minto, eu não minto, eu não devo.

Interessante como meus olhos se comportam:
Consigo focar tudo em minha frente!
Vejo, ao mesmo tempo, os olhos malditos dos bisbilhoteiros ardentes
e o céu de fim de tarde levemente alaranjado pelo sol a se deitar...
Quem diria que essa tarde nunca iria se acabar!

As vezes, no fim de alguns dias... Aqueles dias que marcam a "vida"...
eu chegava a pensar que vivi momentos eternos;
agora vejo quão tolo eu era!
O eterno é realmente eterno. Acreditem.

Dentre os muitos a me olhar, não o vejo.
Para onde foi o desgarrado que tentou tirar-me a vida?
Digam-no que ele falhou, isso é fato mais que claro.
Finalmente, um vazio que me cativa.

Digo porque sei e porque vivo:
O último suspiro não expira.


E quem diria?! Pra viver, eu só precisava morrer um dia.

...

Nos passos do nosso encanto











Maltrapilho e torto ando
de acordo com o vento
danço louco, danço lento
danço solto, apenas danço

Se dançando torto venho
recitar-lhe meu encanto
só recebas me amando
pois no coração mantenho

Minha paz, o meu sustento
pra ficar em pé cantando
pois de canto eu torto venho
só pra tu me ver dançando

Te agarro e danço lento
nos passos do nosso encanto
te dou beijo, te dou dengo
pra nós dois dançar sonhando.

Contraste descompassado

Declaremos o fato que o amor e a dor fazem parte de nós.
O início de tudo...
A construção de nossa auto-convivência.

O que diria a velha, antiga filosofia?
O que é que pode se considerar imaginário hoje em dia?

Vencer é bom. Vitória.
Mas antes da vitória... Por que a disputa?
Por que a luta, a batalha, a guerra?

De certa forma, uma guerra entre dois países e uma disputa entre dois times de futebol é a mesma coisa.

Não?

Diga-me...
Quantas canetas do escritório do seu chefe você precisa pegar para ser considerado um ladrão?
Não fará falta pra ele, tem tantas lá...
...
Quantas pessoas você precisa matar para ser considerado um assassino?
Acredito que não preciso responder.

Parando para pensar, os nossos conceitos são de fato perturbados pelo ambiente e pela mídia até.

Eu acredito no bem, no amor e nessas coisas todas...
mas ainda assim eu ando ligado a noite no meu próprio bairro, com medo de possível violência.

POR FIM,
concluímos que a vida é um contraste de amor e dor meio descompassado. Desigual.

........................................: OnDe mE aChA! :........................................

TWITTER: http://twitter.com/Sir_Otavio
ORKUT: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=13746541447095137404
______________________________________________________________________________