Sem horas e sem dores,

sejam bem vindos.

RECITANDO MEU AMOR ♪♫

Quero pôr a mão na cabeça
E agradecer a Deus por poder sonhar!

Deitar na grama e olhar as estrelas
De olhos fechados, ver o mar...

Ligar-te pra dizer que não me esqueça,
Eu voltarei pra te buscar.

Te ouvir dizer: Desapareça!
mas depois te ouvir chorar...

Sorrir de leve e dizer: "Te amo...
Nossa saudade vai passar."

...

Quero sentir a tua luz,
antes que a luz do mundo acabe.

E tocar nossas estrelas,
Antes que o céu todo desabe,

Porque é minha mais fugaz destreza
recitar "O prazer que é amar-te".

O funeral da felicidade

Solicito o comparecimento de todos ao funeral de nossa amada e querida felicidade.

Senhoras e senhores, a tristeza irá ler algumas palavras.

"Diante de vós, nossa amada felicidade.
A conhecemos quando ainda éramos todos novinhos,
ela cuidava de nós desde aqueles tempos.
Veio nos acompanhando sorrateiramente pelos nossos dias,
aparecia em pequenos momentos, às vezes só pra dar um sorriso.
Era calada e ajitada ao mesmo tempo, nunca sabíamos como ela ia se comportar,
mas ela fazia uma falta tremenda quando não comparecia.
Nos fazia sorrir, sempre nos colocava pra cima...
Ah, felicidade..."

Uma voz surgiu do fundo e perguntou:
- Quem a matou?

A tristeza parou de ler e respondeu:
- Nós todos.

A tristeza guardou seu discurso, olhou para os que ali compareciam, e começou a falar:

- Apesar de vocês nunca terem visto nós duas realmente juntas, sempre estivemos muito próximas.
Nos comunicávamos frequentemente, mas sempre houve uma parede finíssima entre nós, que nunca nos permitiu contato.
Era difícil, nós precisávamos uma da outra...
Até que descobrimos que tinhamos que ser assim, separadas e próximas.
Assim nós fazíamos o equilíbrio.
O problema é que eu comecei a crescer, pois todo mundo solicitava minha presença...
afinal, muitos que bebem até cair, geralmente estão bem tristes... E isso não muda quando vem a sobriedade.
A África já está cansada de mim, mas eu geralmente sou enviada para lugares assim,
onde há miséria, fome, morte.
Entre outras coisas que poderia citar.
Eu passei a me afastar tanto da felicidade, que perdemos o equilíbrio.
Ela foi se enfraquecendo e o povo esqueceu de ser feliz!
O povo começou a se suicidar, destruir sua própria cidade,
até quem tem muito dinheiro passou a entrar em desespero por não ter algo novo para fazer ou comprar!
E de pouquinho em pouquinho a humanidade foi me cultivando.
A felicidade adoeceu tanto, isolada e longe do equilíbrio... que morreu.

Até ontem, senhoras e senhores,
vocês tinham a capacidade de salvar a felicidade, buscá-la...
Agora é tarde demais.


PS.: Minha única pergunta é: "Senhoras e senhores, é tarde demais?"

........................................: OnDe mE aChA! :........................................

TWITTER: http://twitter.com/Sir_Otavio
ORKUT: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=13746541447095137404
______________________________________________________________________________