Sem horas e sem dores,

sejam bem vindos.

Escravo de mim

"Fecho os olhos e por segundos vivo o desdito."
Quem sou eu? Quem tenho sido?
procuro as respostas em passados enfadonhos.

No egoísmo do meu próprio mérito, conjugando meus futuros no pretérito,
eu me faço um sonhador, ou um contador de sonhos?

Na verdade, perdeu sentido ficar me perguntando.

Talvez, se eu apagar...
eu sonhe e apenas sonhe...
Porque pra me completar preciso encontrar meu trono.

E sentar, me elevar, me ver um pouco soberano!
Soberano sobre mim, poder me escravizar.

O poder da multiplicidade faz de mim meu próprio dono.

Me servir, me ajudar, ter a mim pra conversar,
perguntar sobre o meu dia, já sabendo o que escutar
é a beleza da minha humilde sabedoria milenar.

3 Comentários:

Rayana Moura disse...

Perdi as palavras!
Não sei o q dizer...
Então, aceite meus aplausos! =D

maryna disse...

No egoísmo do meu próprio mérito, conjugando meus futuros no pretérito,
eu me faço um sonhador, ou um contador de sonhos?
porra muito bom isso, muito bom mesmo.
boa pergunta.

"Me servir, me ajudar, ter a mim pra conversar,
perguntar sobre o meu dia, já sabendo o que escutar" pois é, é ruim ter só a vc, pq vc sempre escuta aquilo que te convem..

silmara disse...

quem sou? seja o que vc quer ser... talvez se eu apagar...eu sonhe e apenas sonhe... nao, nao gaste seu tempo sonhando, gaste-os realizando pois vc possui uma so vida e nela a chance de sonhar e realizar.. abraços te cuida...

Postar um comentário

........................................: OnDe mE aChA! :........................................

TWITTER: http://twitter.com/Sir_Otavio
ORKUT: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=13746541447095137404
______________________________________________________________________________