Sem horas e sem dores,

sejam bem vindos.

LÁ de CimA!


Eu nem sinto mais meus pés...
Cheios de andar no nada, na água de meus pensamentos...

Busco o chão e o universo na imensidão dos teus seios
E me encontro num paganismo tão puro quanto teus lábios.
E assim
Nunca encontro o que busco.

Se perdendo em teus lábios e em tuas palavras,
Termina minha escrita se tornando clichê do tempo, se refazendo, se reescrevendo, se relendo...
Sempre.

Infinitamente.

Quando é que acaba o mundo?
O mundo acaba quando entramos no nosso diário estado de SONHO...

Lá o mundo pára de existir, e nosso voraz atrito se desfaz... Lá nos abraçamos num tempo tão infinito quanto minhas 6 horas diárias de sono.

Ah! Como queria morrer sonhando, morrer abraçado contigo...
Minha voz ecoando no nosso quarto... E teus gritos de prazer ficando aos poucos mudos ao mundo...
Mundanamente perfeito... Insatisfatoriamente bonito.

Nossa loucura nos consumia... E sua retração me atiçava...
Nossas saudades pouco se eternizavam... Mas nosso abraço de todo se consumia.

E assim a gente ia...

Voando em nossa terrinha cercada de água e com uma bandeirinha no meio...
Tudo em preto e branco.

Foi lá em cima... Contigo... No meu(nosso) sonho...
Que perdi meu chão
Que parei de sentir meus pés
.
.
.

6 Comentários:

Nine disse...

*.*

que lindo!

Cada dia surpreendendo mais!
Amei!

=)

Anônimo disse...

Abalou! Tá ficando melhor a cada texto visse! Massa, parabéns! Tava com saudades!

Ediane

Rodrigo Fenty disse...

Muito Bom ... Não é todo mundo que tem talento para escrever como vc ..
Continue assim .

marianna disse...

gostei muito ....
sem palavras .... ;0

continue assim !!

.*.PALAVRAS IMPOSSÍVEIS.*. disse...

"Quando é que acaba o mundo?
O mundo acaba quando entramos no nosso diário estado de SONHO..."

De fato, SONHAR, muitas vezes, nos deixa na condição de "mortos".
"VIVER é melhor que sonhar", já dizia Belchior.

Esse momento, único e apesar de poder se repetível, irrepetível, encanta, enternece, motiva, configura a forma como seu olhar eterniza sentimentos e lembranças suas e de outrem...

"Nossas saudades pouco se eternizavam... Mas nosso abraço de todo se consumia."

Quem disse que viver daria nisso, neh?
A causa de todo boa história de amor é que suas lembranças deixam marcas tais que nada apaga.

Estonteante!
É o adjetivo que mais me caracteriza agora.

Parabéns.

Anônimo disse...

Mundanamente perfeito... Insatisfatóriamente bonito...











Liebling.

Postar um comentário

........................................: OnDe mE aChA! :........................................

TWITTER: http://twitter.com/Sir_Otavio
ORKUT: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=13746541447095137404
______________________________________________________________________________