Sem horas e sem dores,

sejam bem vindos.

Em branco

De tanto se mostrar, teu amor se fez carnal
E me tocou de forma tal que eu nem pude mais andar
rastejando, foi embora minha forma de pensar
Que de tanto que te amou, meu coração se esvaziou de todo e qualquer mal.

Minha vida desmaiou, e mesmo adormecida
meu resumo incompleto se fez mais do que geral
as idéias reunidas se mostraram mais que solidas, tal
como nosso amor...

Eu te amo e essa frase não demonstra nem um quarto
do que é essa agonia que quer te ter sempre por perto
Quando um grito lá de dentro vem com força te chamando
Tudo parece sempre estar mais que certo.

O meu jogo de palavras já nem se completa mais
Meu caderno está em branco, procurando o que falar
Minha forma de expressão desinibida....
foge da razão...
Minhas pernas fadigadas por correr atrás do nosso infinito.

O meu tempo se agiliza atropelando seus segundos
E os minutos já são mais que assustadores
Minha forma de carinho se resume a teu cuidado
E cheia de vida minha vida se acaba.

4 Comentários:

Anônimo disse...

É, tem nem mais o que falar, toda vez eu gosto e acabo por me identificar nas palavras ditas! Você escreve muito bem Tavinho!

Nine disse...

sabe...
essa sua poesia fez eco no meu coração,
como a música que adentra os ouvidos...
Me enchi dela, fazendo vibrar toda a verdade que me preenche...
São quase as verdades que tento balbuciar todos os dias...

...E cheia de vida, minha vida se acaba...

Muito linda mesmo...parabéns!!!

um abraço...

Nine disse...

opa!!!

Obrigada!
=)

Aparece lá sempre!rsrsrsrrs

Que pena...Não uso msn...=(
uso mais o gmail...

abraço.

Ediane disse...

Eu adoro os textos dele!

Ediane

Postar um comentário

........................................: OnDe mE aChA! :........................................

TWITTER: http://twitter.com/Sir_Otavio
ORKUT: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=13746541447095137404
______________________________________________________________________________